CLAUDIA XIMENEZ

Minha foto
Possui Graduação em Pedagogia pela UNESP(1991),Especialização em Psicopedagogia pela USP (1993), Mestrado em Psicologia da Educação pela USP (2001)e Doutorado pela UNESP (2013). Sou Profa Adjunto no Departamento de Educação da Universidade Estadual de Londrina (UEL), junto à área de Psicologia Educacional, desde 2001. Em meu percurso profissional, atuei como Psicopedagoga Clínica e Institucional em instituições públicas paulistas (São José dos Campos, Bebedouro e Ribeirão Preto) durante 7 anos; Fui Docente na Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR) e na Universidade Estadual Paulista (UNESP) em 2001; Docente e Orientadora de Monografias em Cursos de Especialização na área de Psicopedagogia ; Coordenei um Programa de Extensão, "Ludoteca", onde desenvolvi estudos e orientei monografias, TCCs e bolsistas na tematica "Brincar na Infância em contextos educativos não-formais". Tenho experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Brincar na Infancia; Ludicidade e Formação de Professores; Memória Lúdica de Professores e implicações na pratica e concepções docente; Cinema e Infância; http://lattes.cnpq.br/1868082043428099

Postagens Recentes

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Amor Eterno Amor, 2000, Paul Cox



Amor Eterno Amor (Innocense, 2000)
Direção: Paul Cox. 

Origem: Bélgica/Austrália 
Para quem gosta de assistir filmes que nos permitem (re)pensar e sentir sobre nossas histórias de vida, eis uma sugestão!  
Andreas (Kenny Aernouts) é um jovem estudante de música. Claire (Kristien Van Pellicom) é filha de um diplomático. Em plena Bélgica pós-guerra, o jovem casal vive uma apaixonada história de amor. Cinqüenta anos depois, Andreas (Charles 'Bud' Tingwell) descobre que seu primeiro e grande amor vive na mesma cidade e decide enviar uma carta. A princípio, ela reluta, mas acaba cedendo. Do reencontro renascem as emoções vividas meio século antes. Porém, embora os sentimentos continuem os mesmos, suas vidas estão bem diferentes. Andreas é viúvo há 30 anos e Claire mantém um casamento afetuoso, mas sem paixão. Mesmo assim, John (Terry Norris), o marido de Claire, morre de ciúme da mulher e está disposto a fazer de tudo para acabar com o relacionamento dos dois.


Espero que a sinopse (que não é de minha autoria) e algumas fotos lhes inspirem!






Nenhum comentário:

Como você classifica o teor deste Blog?

Seguidores

Follow by Email

Total de visualizações de página